23/07/2024 +55 (83) 98773-3673

Geral

Andre@zza.net

Estudo revela pães de forma com teor alcoólico acima do esperado

Por Blog do Elias Hacker 11/07/2024 às 06:51:18

Um estudo inédito descobriu teor de álcool alto nas formulações de algumas das marcas de pães de forma mais consumidas pelos brasileiros. O levantamento foi desenvolvido pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, também conhecida como Proteste, do grupo Euroconsumers.

Denominada Tem Álcool No Seu Pão de Forma, a pesquisa aponta que os níveis encontrados podem ser prejudicais ao corpo humano, especialmente para crianças, lactantes e gestantes, podendo contribuir para a síndrome alcoólica fetal.

Dez marcas líderes de vendas no Brasil foram avaliadas: Visconti, Bauducco, Wickbold 5 Zeros, Wickbold Sem Glúten, Wickbold Leve, Panco, Seven Boys, Wickbold, Plusvita e Pullman. Destas, seis apresentaram teor alcoólico acima do esperado.

Somente Plusvita e Pullman foram aprovadas em todos os testes. As informações são do Estadão.

As fabricantes alegaram que seguem protocolos de segurança e qualidade e que não foram notificadas do estudo, nem tiveram acesso à metodologia para comentar especificamente os resultados da pesquisa.

A associação responsável pelo estudo disse que se os pães fossem bebidas a legislação consideraria que seis marcas analisadas seriam consideradas alcoólicas. Para uma bebida ser considerada não alcoólica, no Brasil, deve ter um teor máximo de etanol de 0,5%. No entanto, o número avaliado vai além desse limite entre os alimentos da Visconti (3,37% de teor alcoólico); Bauducco (1,17% de teor alcoólico); Wickbold 5 zeros (0,89% de teor alcoólico); Wickbold sem glúten (0,66% de teor alcoólico); Wickbold leve (0,52% de teor alcoólico); e Panco (0,51% de teor alcoólico).

De acordo com o relatório, é possível supor que o consumo de duas fatias do pão de algumas marcas poderia resultar em uma leitura positiva no teste do bafômetro. Para essa conclusão, os pesquisadores consideraram limites listados como seguros pelo Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul (Detran-RS), que define que as taxas devem ser abaixo de 3,3 gramas de álcool.

O levantamento defende que os altos níveis encontrados nos produtos são resultado do uso exagerado de conservantes para prevenir mofo e manter a integridade do pão.

A Wickbold e Seven Boys disseram, em nota, que todas as receitas de produtos, assim como todas as áreas da empresa, seguem protocolos de segurança e qualidade, com o mais alto teor de controle, bem como cumpre toda a legislação vigente, dentro dos parâmetros impostos pelas normas estabelecidas.

A Panco falou que não utiliza etanol na fabricação do pão, mas que ele pode resultar do processo de fermentação, sendo que os resíduos não intencionais são aceitos pelas normas e legislações vigentes.

Bauducco e Visconti também se manifestaram por meio da Pandurata Alimentos, que é responsável pela fabricação dos produtos. A empresa declarou que adota rigorosos padrões de segurança alimentar em todo seu processo produtivo e na cadeia de fornecimento, com certificação BRCGS (British Retail Consortium Global Standard), reconhecida como referência global em boas práticas na indústria alimentícia, e segue toda a legislação e regulamentações vigentes.

Fonte: agoranoticiasbrasil.com.br/

Comunicar erro
Comentários