16/07/2024 +55 (83) 98773-3673

Economia

Andre@zza.net

Reajuste: saiba como vai ficar o rendimento do Fundo do FGTS com a nova correção; veja simulação

Por Blog do Elias Hacker 13/06/2024 às 09:29:09

Reprodução/XP

O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou, nesta quarta-feira (12/6), que o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) deve ser corrigido, no mínimo, pela inflação. Os ministros acataram a proposta do governo federal para que a remuneração do FGTS não fique abaixo do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medido pelo IBGE. Essa decisão passa a valer a partir de agora e não afeta os depósitos anteriores.

Atualmente, os valores depositados no FGTS são ajustados mensalmente pela Taxa Referencial (TR), acrescida de juros de 3% ao ano. Como a TR está próxima de zero, o modelo permanece, mas quando resultar em uma remuneração inferior ao IPCA, o Conselho Curador do FGTS deverá determinar uma compensação.

O economista Gilberto Braga, professor do Ibmec-RJ, avalia que essa decisão restabelece um "princípio de equidade" na correção dos saldos nas contas dos trabalhadores.


– A TR é muito baixa, quase zero, e em diversos momentos a correção do Fundo ficou abaixo da inflação. Essa medida protege, a longo prazo, o direito do trabalhador, considerando não apenas o cenário atual, mas também o futuro. Normalmente, o trabalhador saca os valores do FGTS na aposentadoria, e estamos olhando para um horizonte mais amplo – afirma Braga.

A decisão será aplicada ao saldo existente nas contas a partir da data de publicação da ata do julgamento.

O economista Caio Ferrari, professor da Uerj, simulou as diferenças na correção para cinco faixas de saldos do FGTS. O cálculo também foi realizado pelo planejador financeiro Fabrice Blancard.

– Primeiro, consideramos quanto o saldo em cada faixa renderia anualmente com base no IPCA de 2023, acumulado em 4,62%. Em seguida, comparamos com a TR, que encerrou o ano passado em 1,76%, mais os 3% utilizados atualmente – explica Ferrari.

Veja a simulação do que muda

Saldo do FGTSIPCA 2023 (4,62%)TR + 3%a.a. (4,76%)
R$ 1.000R$ 1.046,20R$ 1.047,60
R$ 5.000R$ 5.231,00R$ 5.238,00
R$ 10.000R$ 10.462,00R$ 10.476,00
R$ 30.000R$ 31.386,00R$ 31.428,00
R$ 50.000R$ 52.310,00R$ 52.380,00

Fonte: terrabrasilnoticias.com

Comunicar erro
Comentários