12/06/2024 +55 (83) 98773-3673

Internacional

Andre@zza.net

Um Terremoto político: Primeiro-Ministro Belga renuncia após derrota devastadora nas eleições regionais

Por Blog do Elias Hacker 10/06/2024 às 06:54:54

Após os resultados eleitorais de domingo, Alexander De Croo, o primeiro-ministro belga, declarou sua renúncia. Segundo informações da Gazeta Brasil, a direita nacionalista (N-VA e Vlaams Belang) triunfou em Flandres (norte), enquanto os liberais francófonos (MR) venceram em Bruxelas nas eleições regionais belgas. Em Valônia, a contagem de votos ainda estava em andamento até às 20h (horário local), mas os liberais do MR pareciam estar à frente.

A Bélgica realizou três eleições simultâneas: federal, regional e europeia. O partido separatista de extrema-direita Vlaams Belang não conseguiu a vitória esperada em Flandres, apesar de ter obtido bons resultados. O N-VA, sob a liderança de Bart de Wever, manteve-se como o partido mais votado na região. No âmbito federal, o N-VA conquistou 22,4% dos votos (com mais de 50% dos votos contados), seguido pelo Vlaams Belang (17,7%) e pelos socialistas flamengos do Vooruit (10,5%).

O partido democrata-cristão flamengo (CD&V) obteve 10,3% dos votos, seguido pelos esquerdistas do PTB/PVDA (9,7%) e pelos liberais flamengos do Open Vld (6,8%), partido do primeiro-ministro Alexander De Croo. Em Flandres, os nacionalistas do N-VA conquistaram 25,4% dos votos, seguidos pelo Vlaams Belang (22%) e pelos socialistas flamengos (Vooruit) com 13,4%.

Em Bruxelas, os liberais francófonos do MR lideraram com 22,4% dos votos, seguidos pelos socialistas francófonos (PS) com 17,8% e pelo partido de esquerda PTB, que obteve 16,5%. Na Valônia, os liberais francófonos do MR lideraram com 33,4% dos votos, seguidos pelos cristão-democratas Les Engagés (21,4%) e pelos socialistas, que caíram para 20,9%.

Em toda a Bélgica, 8.359.908 pessoas votaram, incluindo 244.000 jovens de 16 e 17 anos que puderam votar pela primeira vez nas eleições europeias. Neste domingo, foram eleitos na Bélgica 22 eurodeputados, 150 deputados federais, 124 deputados do Parlamento flamengo, 89 deputados do Parlamento de Bruxelas, 75 deputados do Parlamento da Valônia e 25 membros do Parlamento da comunidade alemã, no leste do país.

Fonte: agoranoticiasbrasil.com.br/

Comunicar erro
Comentários