25/05/2024 +55 (83) 98773-3673

Geral

Andre@zza.net

Musk questiona indicação de Zanin ao STF feita por Lula e ainda cita Flávio Dino

Por Blog do Elias Hacker 14/04/2024 às 08:36:58

O bilionário Elon Musk, dono da rede social X, questionou a indicação do "advogado pessoal" do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Cristiano Zanin, ao Supremo Tribunal Federal (STF), em 2023. Ele também citou Flávio Dino, que foi indicado pelo petista ao Supremo no final do ano passado.

Musk fez o comentário na sexta-feira (12) na postagem do perfil "The Incorrupt" no X. A página perguntou ao bilionário, em português e em inglês, se ele sabia que Lula tinha indicado "seu advogado pessoal" para o Supremo.

Na sequência do texto, a página também descreveu que Cristiano Zanin era "o mesmo advogado que entrou com uma ação judicial durante as eleições para pedir a suspensão de contas de mídia social de 67 pessoas identificadas como apoiadoras de Bolsonaro, com a perda de seus direitos políticos".

Elon Musk interagiu com a página no X e escreveu: "Seu advogado pessoal na Suprema Corte?". Então, o perfil "The Incorrupt" respondeu acusando o Congresso Nacional brasileiro de "conveniência" com a indicação de Zanin para o STF. Isso porque cabe ao Senado Federal sabatinar e aprovar os indicados do presidente da República para o STF.

Has anyone told @elonmusk that Lula has appointed his personal lawyer to the Supreme Court?

The same lawyer who filed a lawsuit during the elections asked for suspending the social media accounts of 67 people identified as Bolsonaro supporters, with… pic.twitter.com/AAlKADxQb0

— The Incorrupt (@TheIncorrupt_) April 12, 2024

O dono do X disse ainda que a indicação Zanin representava um "grande conflito de interesses". Ainda na sexta-feira, Musk respondeu outra postagem, dessa vez do deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG). O político mineiro escreveu, em inglês, que o presidente Lula " não apenas" nomeou o "seu advogado pessoal", como fez o mesmo com o seu ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino.

Nikolas se referiu a Dino como "antigo aliado do partido comunista". Ex-governador do Maranhão e ex-senador, Flávio Dino foi filiado ao PCdoB entre 2006 e 2021. "Do Partido Comunista?", indagou Musk a Nikolas. O parlamentar mineiro respondeu "exatamente" e publicou várias fotos antigas e recentes de Lula e Flávio Dino, juntos.

Entenda

Desde o último final de semana, o bilionário Elon Musk tem utilizado as redes sociais para criticar decisões do Judiciário brasileiro no que se refere à liberdade de expressão. Nos últimos dias houve uma escalada do embate entre Musk e Alexandre de Moraes.

O empresário, que é dono do SpaceX e o X, acusou o magistrado do STF de censura e cerceamento da liberdade de expressão no Brasil, sugeriu o impeachment dele e disse ainda que Moraes mantém o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em uma "coleira".

A "queda de braço" entre os dois chegou a ser repercutida pela imprensa internacional. Musk ainda sugeriu que a plataforma iria desobedecer às ordens do ministro do Supremo e desbloquear perfis no X, uma vez que, na avaliação dele, ferem à liberdade de expressão.

Essa ofensiva fez com que Moraes incluísse Musk no inquérito das milícias digitais e determinasse a investigação dele em um outro inquérito por obstrução de Justiça. O magistrado ainda estabeleceu multa diária de R$ 100 mil para cada perfil bloqueado judicialmente que for reativado pela plataforma.

Na última terça-feira (10), Alexandre de Moraes negou o pedido feito pela X Brasil para não serem responsabilizados pelos cumprimentos das decisões determinadas pelo STF. Na petição, os advogados da empresa no Brasil alegaram que não atuam na operacionalização da plataforma e, por isso, não teriam como cumprir das medidas judiciais.

Governo federal suspende publicidade no X

Na sexta-feira (12), o governo federal informou que suspendeu toda publicidade no X.O Palácio do Planalto alegou que a suspensão foi baseada em uma norma da Secretaria de Comunicação Social (Secom) que restringe a veiculação de anúncios governamentais em canais que promovem desinformações.

No mesmo dia, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), inclusive, criou um perfil em uma rede social concorrente, a BlueSky, cuja interface é muito similar ao do antigo Twitter.

Fonte: agoranoticiasbrasil.com.br/

Comunicar erro
Comentários