14/04/2024 +55 (83) 98773-3673

Internacional

Andre@zza.net

Invasores de casa processam os donos e se recusam a deixar o imóvel duplex de R$ 4,7 milhões

Por Blog do Elias Hacker 02/04/2024 às 08:52:37

Dois intrusos que invadiram uma casa duplex no Queens, em Nova York (EUA), estão movendo um processo contra os verdadeiros proprietários depois de se negarem a deixar o imóvel, que possui um valor estimado de US$ 930 mil (R$ 4,7 milhões). A casa estava vaga e disponível para aluguel no momento em que a dupla a ocupou ilegalmente.

O "NY Post" afirmou que o episódio é o capítulo mais recente que envolve "posseiros" no Queens. Nas últimas semanas, ocorreram várias ocupações de casas por invasores que reivindicam direitos às propriedades com base em leis da cidade, que muitos julgam ser "permissivas".

"É uma absurdo total", disse a proprietária da última casa visada, Juliya Fulman, que até já gastou mais de US$ 4 mil (R$ 20 mil) no processo. "Essas pessoas invadiram a minha casa. Não é justo para nós, como proprietários, não sermos protegidos pela cidade", acrescentou ela.

Em todos os cinco distritos de Nova York, basta aos invasores permanecerem em uma propriedade por 30 dias para que uma série de proteções jurídicas seja ativada, dificultando o despejo por parte do proprietário.

"Você não pode nem mesmo culpá-los de alguma forma, porque isso lhes foi entregue em uma bandeja de prata", disse o marido de Juliya, Denis Kurlyand, chamando os invasores de "oportunistas". "Algo precisa ser feito porque o problema está piorando. As pessoas estão se aproveitando dessas leis, manipulando as leis, e nossas mãos estão atadas. O que nós fizemos? Nada. Colocamos um imóvel para alugar e pronto, agora estamos diante de um pesadelo.", finalizou ele.

Ejona Bardhi, corretora de seguros, foi quem encontrou os dois homens vivendo na casa de Juliya e Denis. Ela conta que, ao retornar ao carro para acionar a polícia, foi cercada por vários homens que estavam "querendo intimidá-la".

A autoridade policial compareceu ao local, identificando os intrusos como Lance Hunt Sr. e Rondie L. Francis, que alegaram residir na propriedade desde janeiro. Sem evidências para comprovar sua declaração, eles abandonaram a casa. Entretanto, quando Ejona mencionou que mudaria as trancas, foi aconselhada a não proceder dessa forma, sob o risco de ser detida. Desta forma, na realidade, a habitação permanece acessível aos intrusos, que estão atualmente processando os proprietários.

Outra dona de uma residência no Queens, Adele Andaloro, de 47 anos, foi detida duas semanas mais tarde por alterar as trancas de sua moradia avaliada em US$ 1 milhão (R$ 5 milhões), numa tentativa de proteger o imóvel contra invasores.

Fonte: agoranoticiasbrasil.com.br

Comunicar erro
Comentários